México sugere vistos de trabalho para imigrantes da América Central e quer que EUA façam o mesmo

CIDADE DO MÉXICO – O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, propôs nesta quarta-feira, 5,  oferecer mais vistos de trabalho para centro-americanos e disse que os Estados Unidos deveriam fazer o mesmo, como parte de uma negociação para deter o fluxo de imigrantes para o norte do continente.

López Obrador, que tomou posse no último sábado, disse que iria discutir imigração com o presidente norte-americano, Donald Trump, nos próximos dias, incluindo propostas para aumentar os investimentos no sul do México e na América Central.

“Vamos propor investimentos em projetos produtivos e em criação de empregos, e não apenas isso, também vistos de trabalho para o México e para os Estados Unidos”, disse o mexicano em uma entrevista coletiva, acrescentando que daria mais detalhes “em breve”.

O México e os Estados Unidos conversam sobre como administrar os grandes grupos que se deslocam pelo México em caravanas, com López Obrador pedindo investimentos para combater a pobreza e o crime que impulsionam milhares de pessoas todos os anos a saírem de países como Honduras, El Salvador e Guatemala.

Pouco tempo depois de sua eleição em julho, López Obrador enviou uma carta a Trump sugerindo que trabalhassem em conjunto para abordar as questões que causam a imigração em massa.

“É muito importante para nós que cheguemos a um acordo de investimento entre empresas e governos, para criar empregos na América Central e no nosso país”, disse.
López Obrador planeja grandes projetos de infraestrutura no empobrecido sul do México, incluindo seu Estado natal de Tabasco. Ele diz que os planos, incluindo a construção de uma refinaria e de duas ferrovias, irão criar empregos aos mexicanos e aos centro-americanos.