Juíza está na berlinda por ajudar imigrante a fugir da ICE em Corte de Newtown

BOSTON – O governador de Massachusetts, Charlie Baker, pediu o afastamento de uma juíza de Newton que está sendo acusada de ajudar um imigrante indocumentado a fugir da Polícia de Imigração (ICE) que o esperava nas dependências da Corte.

A magistrada Shelly Joseph pode ser destituída do cargo por liberar o dominicano Jose Medina-Perez pela porta dos fundos em uma audiência de abril.
Ele tinha sido preso por porte de drogas pela Polícia de Newton, mas os recordes do imigrante mostravam uma ordem de prisão da Polícia da Pensilvânia por dirigir embriagado e outra da ICE.

A Polícia de Newton interceptou o carro de Medina no dia 30 de março após verificar as informações da placa que indicaram que o proprietário do veículo tinha um mandato de prisão da Pensilvânia. Na abordagem, o policial encontrou um comprimido e dois sacos pequenos com um pó branco que, segundo o processo, acreditava-se ser cocaína.

Durante o julgamento em 2 abril, o advogado de Medina, David Jellinek, pediu para conversar com a juíza e o promotor. As gravações da Corte mostram que a defesa alertou aos colegas que o seu cliente seria preso pela ICE que o esperava do lado de fora assim que ele fosse liberado. O promotor confirmou que havia um pedido de custódia da agência federal, mas que não acreditava que cumprir aquela ação fazia parte de sua função.

Joseph concordou com os advogados e pediu que parassem de gravar. Após 58 segundos, a gravação, obrigatória durante os trabalhos da Corte, é retomada e Medina é liberado para responder o processo por porte de drogas em liberdade.

Judge Shelley M. Joseph
Juíza Shelley Joseph em imagem de arquivo

A ordem de prisão da Pensilvânia foi derrubada porque a foto do procurado pelo outro Estado não correspondia ao réu de Newton.

De acordo com as acusações contra a juíza, Medina foi escoltado para os fundos do prédio da Corte onde pulou uma cerca e fugiu.

Magistrados e advogados já se manifestaram publicamente contra as incursões da ICE em tribunais mesmo após serem proibidas pela Suprema Corte de Massachusetts de 2017.
Antes de ser indicada à Corte de Newton por Baker no ano passado, Joseph atuou como advogada e promotora da área criminal.

Réu
Medina foi preso pela ICE no mesmo mês, em abril, em Roslindale, e liberado por um juiz de Imigração para responder o processo de deportação em liberdade.

Segundo a Polícia de Imigração, o nome real do dominicano é Oscar Manuel Peguero, 38 anos, que já foi deportado em janeiro de 2003 e junho de 2007.