Escritor paranaense aproveita crescimento no mercado literário e emplaca livro de autoajuda nos EUA

Diogo Esteves lançou livro em noite de autógrafos em Orlando, na Flórida (Foto: Arquivo Pessoal)

ORLANDO – Com mais de 10 mil exemplares vendidos em poucas semanas nos Estados Unidos, o livro de autoajuda The Journey of a Kingsman, do escritor paranaense Diogo Esteves, segue a tendência de crescimento do mercado americano no segmento literário onde houve uma elevação de 1,9% na venda em comparação com o ano anterior. O Bookscan (ferramenta da Nielsen que monitora cerca de 85% do mercado norte-americano) reportou a venda de 678,3 milhões de unidades no ano passado versus 674,1 milhões vendidas em 2016.

Os livros de autoajuda apresentaram um crescimento maior na venda de exemplares impressos, atingindo 5,9% de aumento entre janeiro e abril deste ano em comparação com o mesmo período de 2017. Por isso, com a primeira edição de The Journey of a Kingsman completamente esgotada, a editora responsável pela publicação já anunciou a impressão de mais 20 mil exemplares em inglês. A versão em português está prevista para ser lançada na segunda quinzena de junho.

Especialistas acreditam que o aquecimento de vendas de livros deste setor poderia estar relacionado com o fato de essas obras terem um preço menor e o objetivo declarado de fazer com que as pessoas se sintam melhor.

Segundo Carlos Moraes, crítico literário do grupo Gate House Media, empresa responsável pelo Herald News e mais 112 jornais nos Estados Unidos, as obras que unem o tom autobiográfico com dicas de autoajuda têm conquistado uma parcela significativa do leitor americano e o autor soube explorar bem esse conjunto.

É o caso específico de The Journey of a Kingsman que já foi destaque na TV americana pela boa receptividade do público. “Eu sou brasileiro e adquiri o livro em inglês porque não resisti esperar pela versão em português. E não me arrependo porque depois que o li minha vida já teve algumas mudanças”, conta Rodrigo Claro Neiva, paulista que mora há 23 anos em Orlando, Flórida

Esteves usou suas próprias experiências de vida para escrever o livro, contando como saiu da depressão e voltou a ter vontade de viver. A escritora Libbye Morris, de Albuquerquer, Novo México, considerou que a leitura “trouxe força com conselhos valiosos que ajudam a garantir a estabilidade em nossas vidas financeira, familiar e espiritual”.

Tudo isso é reflexo do bom momento do mercado literário nos Estados Unidos. O único segmento que apresentou uma discreta queda (-1%) foi o de Ficção Adulta. Os dois livros mais vendidos em 2017 foram Extraordinário, de R.J. Palacio e Outros jeitos de usar a boca, de Rupi Kaur que foram publicados original e respectivamente em 2012 e 2015. Entre os livros mais vendidos publicados em 2017, destaca-se Diário de um banana – apertem os cintos, cujas vendas somaram mais de 990 mil cópias.