Tribunal espanhol determina liberdade sob fiança para presidente do Parlamento catalão

MADRI – Um juiz do tribunal superior espanhol ordenou nesta quinta-feira, 9, que a presidente do Parlamento catalão seja libertada sob fiança de 150 mil euros enquanto aguarda uma investigação sobre o seu papel na tentativa de independência da Catalunha, disse uma fonte do tribunal.

A presidente do Parlamento, Carme Forcadell, ficará detida até que ela pague a fiança, segundo a fonte.

Forcadell e cinco legisladores regionais prestaram depoimento nesta quinta-feira por acusações de sedição, rebelião e uso indevido de fundos públicos.

Outros quatro parlamentares também serão liberados com uma fiança de 25 mil euros, enquanto um quinto seria liberado em certas condições sem fiança, segundo a fonte.

O promotor espanhol havia solicitado a prisão de Forcadell e três parlamentares convocados a depor no tribunal e a libertação de outros dois em determinadas condições.