Governador da Flórida sanciona lei que eleva idade mínima para compra de armas

Ação contra a Flórida foi tomada poucas horas governador (foto) anunciar nova lei

TALAHASSE – O governador da Flórida, Rick Scott, assinou nesta sexta-feira, 9,  a lei que aumenta a maioridade para compra de compras e permite o armamento das escolas.

O Ato de Segurança Pública Marjory Stoneman Douglas High School, criado em referência ao tiroteio na escola de Parklando que deixou 17 mortos no mês passado, foi aprovado no Congresso estadual essa semana e eleva de 18 para 21 a idade mínima para se comprar qualquer tipo de arma, além de impor um período de três dias para concluir a comercialização.

A medida permite ainda que funcionários das escolas, que não atuem dentro das salas de aula, portem armas, ítem que não agradou os alunos O programa, entretanto, deve ter o aval do xerife do Condado e os voluntários vão passar por um treinamento de mais de 140 horas.

De acordo com a lei, $400 mil devem ser direcionados para programas de saúde mental em instituições de ensino.

Manifestação por controle de armas em frente à Casa Branca após massacre em escola na Flórida (Foto: AP Photo/Evan Vucci)
Manifestação por controle de armas em frente à Casa Branca após massacre em escola na Flórida (Foto: AP)

O conjunto de medidas atende a uma série de exigências feitas por alunos da Marjory Stoneman Douglas High School e de seus familiares, que fizeram campanha pela aprovação de novas leis de armas. No entanto, não atende a uma das demandas principais, que é a proibição de armas de assalto como a que foi usada no massacre.

No dia 14 de fevereiro, Nikolas Cruz,  19 anos, usou um rifle AR-15 no massacre para atirar aleatoriamente contra estudantes e funcionários da escola. O ex-estudante foi acusado formalmente nesta quarta de 34 crimes; 17 homicídios e 17 tentativas de homicídio.