Diplomata que revelou que Tillerson não sabia de demissão também é despedido

WASHINGTON – O subsecretário de Estado para a Diplomacia Pública dos Estados Unidos, Steven Goldstein, foi demitido de seu cargo nesta terça-feira, 13, horas depois de assinar um comunicado oficial no qual assegurava que Rex Tillerson não foi informado pelo presidente Donald Trump que tinha sido destituído como titular do Departamento de Estado, informaram as emissoras “CBS” e “ABC”.

Na manhã de hoje Trump, anunciou através do Twitter que tinha decidido pela saída de Tillerson. E, segundo a informação difundida por Goldstein, Tillerson só soube que tinha sido demitido através desse mesmo tweet e que Trump sequer lhe telefonou para informá-lo a respeito.

 

“O secretário tinha toda a intenção de continuar, dado o progresso realizado em segurança nacional”, indicou Goldstein , que era um dos assistentes mais próximos de Tillerson no Departamento de Estado. Segundo o diplomata, o agora ex-secretário de Estado “não falou com o presidente” e “desconhece a razão” de sua substituição.

“(Tillerson) está agradecido pela oportunidade e acredita que o serviço público é um chamado nobre. Ele deseja o melhor ao novo secretário designado Mike Pompeo”, acrescentou Goldstein.

O Departamento de Estado dos EUA sofreu uma grande redução de pessoal desde a chegada de Trump à Casa Branca, além de uma forte redução de seu orçamento e ainda não conta com embaixadores em mais de 40 países.

As tensões entre Trump e Tillerson eram constantes, e ambos chegaram a reconhecer que tinham  diferentes pontos de vista sobre assuntos-chave de política externa, entre eles a Coreia do Norte e o acordo com o Irã.